04/01/2010

São Bernardo / Brasília / Belo Horizonte / Ouro Preto







Depois da chuva de ontem, o céu estava limpo e ensolarado. Arrumamos nossas coisas e nos despedimos de Goiania, cidade bonita, bem sinalizada e organizada. Na saída passamos por uma das áreas comerciais, que por sinal é bem movimentada, durante o trajeto encontramos alguns ciclistas e motoqueiros que nos desejavam boa viagem.



Agora rumo a Anápolis...



Vale aqui uma dica, se você fizer este trajeto pela BR153, saia bem cedo, pois apesar de ser um pedal curto, 47 km, possui looooooooooooooooongas subidas e, pode estar certo de que são bem longas, uma delas tem aproximadamente uns 10 km.
Ufa! Cansou, pois nós também...



Depois de muito pedal, ao loge, se via um céu cinza e pesado. A chuva veio sem dó nem piedade, caiu pesada sobre nós e com vento contra. Pensam que foi ruim... nem um pouco, o corpo quente pedia algo para se refrescar e foi o que aconteceu... curtimos cada pingo... e do mesmo jeito que ela apareceu, foi embora. E abriu um céu azul lindo...



Após uma longa subida encontramos o Cassio e um amigo, que nos esperava num posto de gasolina. Que recepção calorosa... Ele nos acompanhou até o hotel, no qual nos hospedamos.



Cansados, tomamos um banho e fomos descansar. Mais tarde ele e a Gisa estavam nos esperando para saborear uma massa numa cantina da cidade. A noite foi muito boa, regada a muitas risadas e um papo fantástico.



Gisa você e o Cássio são pessoas iluminadas pelo Pai, tenham certeza disso, suas palavras e seu abraço transmitiram a nós, essa energia boa. Muito obrigada...



Amanhã estaremos em Pirenópolis...

Anápolis / Pirenópolis
















A noite foi pefeita, corpo descansado, dia limpo, sol radiante, perfeito para mais um dia de pedal.



Saímos do hotel bem cedo, pois o dia seria longo, fizemos os cálculos, aproximadamente 60 km até Pirenópolis.



Por aqui é sol escaldante e chuva em pontos isolados no decorrer do dia, hoje não seria diferente.



Os primeiros 40 Km foram bem prazeirosos, subidas curtas e descidas fantásticas. A paisagem é encantadora, típica do cerrado.



No percurso fizemos várias paradas, filmagens, fotos e além disso tudo pudemos saborear mangas fresquinhas debaixo da sombra das árvores.



Pedalamos muito e começamos achar estranho os cálculos nos diziam aaproximadamente 60 km, então mais a frente refizemos nossos cálculos e, para a nossa surpresa o mapa de quilometragem não batia com as informações obtidas.



Tivemos então que nos preparar, os 60 km planejados viraram bem uns 94 km, haja perna e folego, pois o sol estava queimando a moleira e, os últimos km foram punks, subida, muita subida. As energias já estavam acabando quando avistamos a entrada de Pirinópolis, foi um alívio.



A cidadezinha fica no meio do vale, suas ruas são de pé de moleque e seus casarios são encantadores, da época da colonização, arquitetura portuguesa e bem conservada.



Lembra muito Paraty, porém mais charmosa.



Ufa! Chegamos bem cansados, mas a cidade encantadora nos cativou e resolvemos ficar mais um dia para descansar.



Bem... Amanhã Salto Corumbá.






Sergio e Elisa

Visitas

Seguidores

A gente agradece...

A gente agradece...

TIPOS DE CICLISTAS

Tem ciclista que mais gosta de trilha que estrada...né Castílho
Tem ciclista que namora ...casa com a bike...
Tem ciclista que adora pedalar de dia...
Tem ciclista que não pode ver uma subida que já começa a reclamar...
Tem ciclista que mais empurra que pedala...
Tem ciclista que adora subida...
Tem ciclista que não pode ver uma descida que se joga...
Tem ciclista que cai parado... né Sergio...
Tem ciclista que mais ri do que pedala...
E outros de pedalar a noite...
Tem ciclista de meia idade...
Tem ciclista que adora pedalar pelado...
Tem ciclista jovem, gatão e criança...
Tem família de ciclistas...
Bom, nós somos um “casal de ciclistas”.
E você que tipo de ciclista é...

Euzinha